Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

Projeto evangeliza e faz obras sociais no sertão baiano.

O projeto S.O.S Sertão Bahia, com base em Salvador, tem desenvolvido obra assistencial e espiritual no semiárido nordestino. Esdras Cardoso, membro do projeto missionário, comentou que é preciso socorrer os necessitados.

“O S.O.S Sertão Bahia é um projeto que tem o objetivo de pregar a palavra de Deus. Paralelo a isso levamos ao povo mais carente alguns serviços sociais, tais como: Médicos, psicólogos, serviços odontológicos, entre outros”. A entidade missionária também realizada a entrega de cestas básicas.

Em uma viagem missionária realizada em 2016 a organização distribuiu mais de 450 cestas básicas, 1.100 kits com lanches dedicado as crianças, mais de 650 kits de higiene pessoal, entre outras doações realizadas de forma individual.

Na área de saúde e estética o projeto realizou centenas de atendimentos que compreenderam: aferição de glicemia e pressão arterial, aplicação de flúor, limpeza facial, cortes de cabelo, podologia, etc.  As viagens também promovem breves cursos de eletricidade, panificação e artesanato.

A parte espiritual, foco do projeto, também é bem abordada. Esdras comenta que diversos cultos são realizados pela comitiva missionária. “Realizamos cultos nos povoados e nas praças das cidades. Ao todo, 581 pessoas confessaram Jesus como Salvador”, afirmou. Durante o roteiro de visitas foram doadas mais de 600 bíblias.

Mais informações do projeto podem ser acessadas através do perfil da entidade no Facebook.

Milhares de povos não alcançados

“Com mais de 2 bilhões e meio de pessoas que não tiveram a oportunidade de conhecer Jesus, é hora de o Corpo de Cristo tomar uma posição radical e dizer: ‘Isso tem que acabar em nossa geração”, afirmou o pastor Rick Warren, da Igreja Saddleback.

Ele fez um apelo para que as igrejas de todo o mundo comprometam-se em orar, contribuir e enviar pessoas para aqueles grupos étnicos que não possuem o testemunho de Cristo nem as Escrituras em sua própria língua.

 

FONTE: GOSPELPRIME.

Compartilhe:

Artigos Relacionados: