Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

O que é ser cristão?


O que é ser cristão? Seria alguém que simplesmente acredita que Jesus existiu?

Uma pesquisa feita pelo Pew Research Center colocou o Brasil como sendo o segundo maior país cristão do mundo, tendo cerca de 175 milhões de pessoas declaradamente cristãs. Dia após dia esse número tem crescido… isso mesmo, o número tem crescido, mas é só o número, infelizmente. Embora uma grande parte do Brasil se declare cristã, não temos visto os efeitos de uma vida transformada por Cristo em nossa sociedade. Antes, políticos corruptos tem sido presos e suas falcatruas tem sido postas sobre a mesa, mostrando o lamaçal de pecado que há em nossa sociedade. Conforme o relato bíblico, os discípulos de Cristo foram chamados pelo nome de “cristão” (que significa ‘pequeno Cristo’, ou então ‘parte de Cristo – cf. Atos 11.26). A grande diferença está exatamente aí: em momento algum os discípulos saíram por ai se auto-afirmando cristão. Antes, a sociedade não-cristã daquela época o chamaram assim, e por quê? Porque o comportamento daqueles homens foram transformados pela pessoa de Jesus. Ser cristão é isso. Um médico não precisa sair na rua com um mega-fone, dizendo “Eu sou médico! Eu sou médico”. O cristão é chamado de cristão não por afirmar ser um, mas por viver em semelhança ao seu Mestre, que é Jesus. Os discípulos foram chamados de pequenos cristos pelo fato de que agiam como se fossem parte do próprio Cristo. Isso envolve novo nascimento; envolve crucificar as paixões da carne; envolve imitar a Cristo e nadar contra a grande maré do mundo. Ser cristão não é algo fácil, mas prazeroso; mas convenhamos, quão grande é o privilégio de ser chamado “pequeno Cristo”… quão valioso é agradar o coração dAquele que criou todas as coisas… isso é ser cristão. 

O fato de crer que Jesus existiu não faz de ninguém um imitador de Cristo. Por essa razão que o “acreditar” se difere do “crer”. Pois o “crer” não se resume somente em acreditar, ele vai além… crer em Cristo significa ter um novo coração, uma nova mente e uma nova vida. Significa pensar, falar, agir e reagir não mais conforme o eu, mas conforme o novo eu – que é Cristo, e não mais nós (Gálatas 2.20). O fato de crer em Cristo fez com que o fariseu Saulo que outrora perseguia, torturava e matava cristão fosse transformado no apóstolo Paulo, discípulo e imitador de Cristo. Foi por se tornar um cristão que Paulo disse: “Sede meus imitadores como eu sou de Cristo” (1 Coríntios 11.1). Paulo não tinha a intenção de exaltar sua vida, mas de colocar Cristo como o seu padrão. E então, o que é ser um cristão? A resposta é simples, embora não simplista: é ser alguém cuja mente foi renovada, coração foi regenerado e vida foi resgatada. Ser cristão é, literalmente, morrer para o mundo – “o que eu gosto, o que eu acho ser certo, o que eu penso, o que me agrada” – ser cristão é demonstrar (sem vaidade) de todas as maneiras possíveis quem é a pessoa de Jesus. O pequeno Cristo continua pequeno, enquanto o próprio Cristo é reconhecido e exaltado. Isso é ser cristão.

Avalie a sua vida. Pense em como você tem andado e o que tem sido prioridade para sua vida: o que você quer ou o que Cristo quer de você?

Compartilhe:

Artigos Relacionados: