Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

“NÃO ME VOLTEI CONTRA DEUS, ME VOLTEI PARA ELE”, Diz Laura Souguellis sobre a morte dos Pais.

Muitos já conhecem as canções de Laura Souguellis, mas provavelmente não sabem de seu passado marcado pela perda de seus pais ainda na adolescência. Em entrevista ao pastor Lucinho Barreto, ela

Muitos já conhecem as canções de Laura Souguellis, mas provavelmente não sabem de seu passado marcado pela perda de seus pais ainda na adolescência. Em entrevista ao pastor Lucinho Barreto, ela contou como teve de lidar com a morte de seus genitores e como encarou esse momento tão árduo em sua vida.

“Eu tinha 13 anos na época e foi uma perda. Eu já cresci como filha de pais divorciados, então de certa forma, o lar já estava um pouco separado. Minha mãe e eu éramos muitos próximas. Eu era aquela ‘chaveirinho’ da mãe que fica uma criança mais precoce, porque eu era a melhor amiga dela”, contou.

“Aí veio a perda do meu pai que já não era uma figura tão presente na época, então às vezes a perda é pior porque a gente sente que não deixou aquela liga. Mas, naquele momento o Senhor esteve muito presente, me consolando muito. Ele me consolava muito, desde nova”, ressaltou.

Laura também abordou sobre seu relacionamento com a igreja. “Eu cresci na igreja e não era como uma pessoa que cresce entediada na igreja. Eu amava Deus, me sentia amada por Ele. A questão da igreja às vezes era um pouco enfadonha, mas eu queria Deus e eu sabia que ia encontrar Ele lá”, colocou a cantora.

A morte de sua mãe

Laura conta que três anos depois de perder o pai, ela viu sua mãe partir. “Meu pai foi de um enfarto fulminante do coração. Um dia ele estava bem me no outro ele não estava entre nós. A minha mãe também foi uma hemorragia interna que rompeu e foi muito rápido, a ponto de não conseguir reparar”, contou.

“Acabou sendo uma perda maior, porque eu perdi meu pai, mas tinha minha mãe, minha irmã mais velha. E a nossa vida, como ele já não era um pai no lar, a rotina em si não mudou. Mas, com a morte da minha mãe, mudou tudo. Eu fiquei sabendo da notícia no final de um culto. Então foi toda a igreja para lá, o meu pastor estava lá. Deus mostrou todo seu cuidado nesse momento tão sombrio”, pontuou ela.

“Você ganha uma nova compreensão da morte. Deus diz que a gente é passageiro, por isso que pra mim, na minha jornada e na minha compreensão de Deus foi um momento ‘X’ para entender a questão das coisas espirituais. É uma perda, mas eu não deixei meu coração se ofender contra Deus. Eu não me voltei contra Ele, eu me voltei para Ele. Ele é tudo o que eu tenho”, concluiu.

Compartilhe:

Artigos Relacionados: