Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

Mulher salva vida de policial após imobilizar criminoso: “Fiz o que Deus queria”

Vickie Williams-Tillman é uma cidadã comum, mas não imaginava que na manhã do último domingo teria um dia de heroína. Ela estava a caminho do supermercado, ouvindo música gospel, quando avistou um Policial lutando com um homem em um dos lados da pista ‘Harry Drive’, na cidade de Baton Rouge (Luisiana, EUA).

Ela se aproximou e abaixou o vidro de seu carro para perguntar se o policial precisava de ajuda, mas ela não conseguiu ouvir a resposta do oficial. Ela, contudo, não tirou os olhos daquela situação.

“Eu podia ver nos olhos dele que ele precisava de ajuda”, disse a mulher. “Você não tem tempo para pensar sobre isso … Eu fiz o que Deus queria que eu fizesse”.

E o que Williams-Tillman fez foi um ato de extrema coragem: ela pulou nas costas do atacante e livrou o policial. Ela também esperou no local, dando apoio ao oficial, até que o reforço chegasse. Muitos na comunidade, incluindo a prefeita, estão parabenizando a mulher de 56 anos de idade como uma verdadeira heroína.

“Vickie Williams-Tillman personifica o verdadeiro Bom Samaritano”, disse a prefeita Sharon Weston-Broome em um comunicado. “Ela estendeu a mão e ofereceu uma ajuda corajosa e incondicional ao oficial. A Sra. Williams-Tillman é uma heroína e demonstra o verdadeiro significado de amar a Deus e amar o próximo”.

Williams-Tillman disse que não hesitou em ajudar. “Foi algo que simplesmente surgiu em minha alma”, disse ela. “Você não pensa muito sobre o risco”.
O caso
O oficial de 44 anos, cujo nome não foi divulgado, acabou se encontrando em uma situação perigosa após encontrar um homem adormecido em seu veículo, pouco antes das 8h da manhã, em um dos lados da pisa ‘Harry Drive’. O policial percebeu que o rapaz trazia em seu carro, diversos utensílios para o uso de drogas ilegais, de acordo com o relatório de prisão.

Quando o homem, Thomas Bennett, de 28 anos, saiu do veículo, tornou-se agressivo, disse o sargento L’Jean McKneely, que também é porta-voz da polícia de Baton Rouge. Bennett, que é morador de Albany, pegou o cacetete do oficial e o usou para bater repetidamente na cabeça do poolicial, acrescentou McKneely.

Bennett também tentou pegar a lanterna, o rádio e até mesmo a arma do oficial. McKneely disse que as coisas poderiam resultar em algo muito pior se não fosse a ajuda de Williams-Tillman.

“Ela fez uma grande diferença”, disse McKneely.

Bennett foi finalmente detido depois que ele foi atingido por uma arma de choque, disparada por um segundo oficial, que chegou ao local da abordagem com reforço, disse McKneely. Todas as três pessoas envolvidas na luta foram levadas para o Centro Médico Regional de Nossa Senhora do Lago, com ferimentos leves e foram liberadas na noite de domingo.

Vickie machucou seu pulso, disse McKneely. O oficial, que tem um total de 21 anos de serviço, sofreu ferimentos na cabeça.

A senhora disse que falou com o oficial e lhe deu um abraço, depois que ambos foram tratados. Ele disse a ela que muitos motoristas haviam passado pelo local, mas não pararam para ajudá-lo.

“Muita gente passou por ele”, disse Vickie. “Mas isso não é justo para com os policiais. Eles são seres humanos, assim como nós … Somos todos uma família”.

 

fonte: GUIAME, THE ADVOCATE.

 

Compartilhe:

Artigos Relacionados: