Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

Mulher grávida após estupro desiste do aborto ao ouvir a voz de Deus: “A criança é inocente”


Crystal Blount tinha apenas 14 anos de idade, grandes sonhos, uma família cristã amorosa e um futuro brilhante pela frente. Tudo mudou quando ela sofreu um estupro por um garoto de sua escola.

“Eu conheci ele numa aula de matemática. Ele me convenceu de participar de uma aula de música um dia, me levou para um quarto escuro e me estuprou”, ela contou ao site Life News. “Eu fiquei arrasada por ter perdido minha virgindade, que eu esperava guardar para o casamento”.

Depois desta situação, seu pesadelo ficou ainda mais intenso — Crystal descobriu que estava grávida. “Eu fiquei em silêncio por quase três meses, até que eu não pude mais negar que estava grávida”, afirmou.

Com medo de decepcionar sua família por causa da gravidez precoce, Crystal chegou a visitar uma clínica de aborto, mas desistiu. Depois, seu pai insistiu que ela retornasse à clínica, com medo de manchar o nome da família. Foi quando ela ouviu a voz de Deus.

“No caminho para a clínica, ouvi Deus me dizer que o sangue da criança era inocente e que eu deveria pegar a mão do meu pai. Eu pedi para meu pai parar o carro e disse que eu não sabia o que fazer (se ficaria com o bebê ou o adotaria), mas que eu aceitaria a tarefa de manter a criança até o parto”, ela lembra.

“Me senti dominado pelo dever de proteger essa vida desamparada, que estava crescendo dentro de mim. Eu tinha visto seus batimentos cardíacos. Ali no carro eu percebi que não era culpa dela, que não importava quem era seu pai. Eu sabia que era meu dever e que Deus me daria força para trazê-la ao mundo”, acrescentou.

Futuro

Crystal encontrou um casal que estava tentando ter filhos há alguns anos, mas não conseguia. Eles se ofereceram para adotar sua menina. A jovem deu à luz sua filha, que ficou sob os cuidados do casal. Aos 17 anos, Crystal concluiu o ensino médio e realizou o sonho de entrar na universidade.

Mais tarde, ela se casou, conquistou um novo diploma universitário e uma carreira estabilizada. Enquanto isso, ela conseguiu construir uma nova vida ao lado de sua filha, que teve um destino bem diferente do que foi premeditado.

“Ela é uma aluna de honra e concluiu o ensino médio um ano mais cedo, com 16 anos. Ela foi aceita em quatro faculdades e quer se tornar uma médica cirurgiã”, disse Crystal, orgulhosa. “Minha filha sabe que é um presente de Deus. Eu sempre digo isso a ela. Ela se parece comigo e, quando vejo seu sorriso, eu vejo como Deus é bom por tornar essa má experiência em algo bonito”.

 

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE LIFE NEWS

Compartilhe:

Artigos Relacionados: