Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

Muçulmanos se convertem enquanto fogem da guerra: “Jesus nos salvou”

Uma grande quantidade de sírios muçulmanos que fugiam de seu país, devastado pela guerra, foram impedidos de ir para a Europa. Optaram em pedir refúgio no Líbano e ali se converteram a Cristo. Apesar de a Constituição libanesa prever liberdade religiosa, os novos convertidos estão experimentando perseguição.

Abu Radwan, que morava em Homs na Síria, foi batizado pelo bispo Saliba em Beirute. Ele testemunha que Jesus apareceu-lhe em um sonho há dois anos. “Eu comecei a ir à igreja. Eu acreditava que Jesus estava vindo nos ajudar, para nos salvar.”

Para a igreja no Líbano, os ex-muçulmanos precisam confirmar que sua fé é genuína. Isso é feito através do batismo, o que coloca suas vidas em risco. Radwan, por exemplo, foi esfaqueado enquanto voltava para casa após um culto na igreja. Os atacantes eram sírios de sua própria tribo. Sua esposa ainda usa o véu [hijab] para sua segurança.

Uma igreja evangélica em Beirute cresceu muito nos últimos meses por causa da chegada de vários sírios convertidos. “Quando eu vejo que uma pessoa quer ser cristã, eu não o impeço, mas tentamos testá-lo”, disse o pastor, que prefere não ter o nome revelado.

A Missão Voz dos Mártires, que possui um ministério com programas de rádio no Oriente Médio diz que há muitas pessoas os procurando para saber mais sobre Jesus.

“Estamos em contato regular com nossas estações de FM no Iraque e recebemos contato de muitas pessoas que têm família no Oriente Médio. Algumas de nossas transmissões no Oriente Médio agora são apenas com testemunhos compartilhado de muitos que se voltaram para Cristo”, relata.

A conversão de refugiados muçulmanos na Europa vem sendo amplamente divulgada pela mídia desde que a crise migratória começou. Algumas igrejas europeias estão lotadas de ex-muçulmanos.

A diferença agora é que esse fenômeno crescente, que inclui muitas conversões sobrenaturais, com sonhos e visões, está ocorrendo no Oriente Médio.

No ano passado, Terence Ascat, um dos fundadores da SAT-7, rede de satélites que transmite programação cristã na região, disse que as famílias muçulmanas estão abandonando o islamismo por que só no cristianismo encontram uma mensagem de paz e amor.

“É surpreendente o quanto o mundo muçulmano está sendo abalado com o que os extremistas estão fazendo. Isso deveria levantar sérias questões, pois essas pessoas realmente perderam a confiança na sua antiga religião”.

FONTE: GOSPELPRIME, CHRISTIANPOST 

Compartilhe:

Artigos Relacionados: