Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

Mãe de atleta cristão conta que se recusou abortar o filho: “Escolhemos confiar em Deus”

Se Pam, a mãe do ex-jogador de futebol americano e atual estrela do beisebol,Tim Tebow  , tivesse dado ouvidos aos seus médicos vários anos atrás e decidisse abortar seu filho, então o mundo não teria conhecido o vencedor do Troféu Heisman e grande personalidade esportiva cristã.

Isso teria sido um grande erro, desde que Tebow cresceu e se tornou um jovem que dedicou sua vida a servir a Deus e ajudar os necessitados. O atleta criou a ‘Fundação Tim Tebow’, que ajuda as famílias que querem adotar crianças, apoia pessoas com deficiência e constrói hospitais de atendimento gratuito, entre muitos outros projetos.

Durante o 23º Memorial Nacional Anual dos Nascituros e suas mães e pais, realizado no ‘DAR Constitution Hall’, Pam lembrou a provação dolorosa que ela enfrentou na época que ainda estava grávida de Tim, de acordo com o ‘Life Site News’.

Pam disse que era muito arriscado dar à luz seu filho, porque os médicos a advertiram que ela poderia morrer no parto. Mas ela não pensou duas vezes em rejeitar o aborto como proposto por seus médicos. Como cristã, Pam disse que valorizava a instrução de Deus acima de tudo.

“Bem, nós escolhemos confiar em Deus. Naquela época, não era simplesmente uma escolha corajosa. A única coisa que sabíamos e queríamos fazer era confiar em Deus, acreditando que aquele era o garotinho pelo qual tínhamos orado”, disse ela.

Bob e Pam Tebow são missionários e na época que ela estava grávida de Tim, o casal estava atuando nas Filipinas. Por causa da falta de condições de serviços médicos disponíveis na época, Pam estava sangrando constantemente e foi forçada a viajar para a capital de Manila para obter um tratamento mais adequado.

Um médico treinado pelos americanos ajudou Pam a dar à luz a Tim. O médico mais tarde disse a ela: “Quero que você saiba que é um bebê milagroso, porque durante todo esse tempo apenas um minúsculo pedaço de placenta estava preso. Este é um bebê milagre”.

Pam disse que nunca se cansa de compartilhar a história do nascimento de Tim, porque este é um verdadeiro testemunho do amor e fidelidade de Deus. E agora, sua história pode ser usada por inúmeros outros para promover a mensagem pró-vida.

“Temos o incrível privilégio de ser a voz dos bebês não nascidos, aqueles que não têm voz própria”, disse ela. “Nós podemos ser essa voz, você é aquela voz enquanto você marcha hoje, você é aquela voz alta e unida por aquelas vidas que ainda não nasceram”.

 

FONTE: . GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO LIFE SITE NEWS

Compartilhe:

Artigos Relacionados: