Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

Lei que permite oração de alunos nas escolas é aprovada, nos EUA.

 

A medida é em resposta ao “endurecimento” dos direitos de liberdade de expressão nas escolas. (Foto: Reprodução).

Um projeto de lei que visa proteger a expressão religiosa   nas escolas públicas da Flórida  (EUA) passou pela Câmara dos Deputados do estado. A representante Kimberly Daniels, uma pastora que introduziu a medida, transmitiu ao vivo a passagem do projeto de lei em sua página no Facebook.

Agora, foi concedido aos alunos, pais e funcionários escolares uma maior proteção ao expressar suas crenças religiosas em escolas públicas. De acordo com a medida, os alunos das escolas públicas do estado serão autorizados a participar de grupos de orações na escola, o que antes era vetado.

Também será permitido que os alunos promovam grupos de oração. Além disso, o projeto de lei impede os distritos escolares de discriminar alunos, pais e funcionários da escola com base na expressão religiosa.

Liberdade de Expressão

Os defensores dizem que a medida é em resposta ao “endurecimento” dos direitos de liberdade de expressão nas escolas, “incluindo proibir estudantes de usar cruzes como acessórios ou repreender estudantes que querem incluir figuras religiosas em seus trabalhos escolares”.

Além de pastora, a representante também é autora e fundadora da “Spoken Word Ministries”, “Kimberly Daniels Ministries” e “World Bible College”, de acordo com seu site. Seu testemunho foi apresentado no programa Clube 700. A medida complementar foi previamente aprovada pelo Senado da Flórida.

O site Florida Politics foi o primeiro a noticiar sobre o projeto da representante Kimberly Daniels na Casa da Flórida para colocar fazer com que a expressão religiosa permaneça nas escolas. O Projeto de Lei 303, “Lei de Liberdades Religiosas de Estudantes e Escolares da Flórida” foi ganhando cada vez mais força.

De acordo com a pastora, o projeto de expressão religiosa é essencialmente uma medida para colocar “a oração de volta na escola”, de acordo com suas explicações. “Convido a todos os intercessores para que lembrem-se desta data e se juntem a mim em Tallahassee para orar. Você não pode reclamar sobre aquilo que você não orou”, ressaltou ela logo no início de sua campanha.

FONTE: GUIAME,charisma news.

Compartilhe:

Artigos Relacionados: