Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

“Eu tive fé em Deus” Mãe vê filho ‘ressuscitar’ após afogamento

Um garoto de apenas quatro anos de idade viveu recentemente o que até mesmo os médicos têm reconhecido como um Milagre. Após ser encontrado inconsciente no fundo da piscina de um hotel, o pequeno John-Henry Birtle se recuperou, sem nenhuma sequela do afogamento e certamente, as orações de sua mãe têm grande participação nisso.

O pequeno John, estava de férias com sua família em Slough (sul da Inglaterra) quando foi encontrado no fundo da piscina do hotel – onde permaneceu por cerca de 8 ou nove minutos.

Sua mãe, Roseann, saltou na piscina para tirá-lo imediatamente dali, mas o garoto já estava inconsciente. Um funcionário do hotel chegou a realizar os procedimentos de primeiros socorros e somente após 20 minutos de insistência com as técnicas, John recobrou a consciência.

Após o incidente, ocorrido em 26 de fevereiro deste ano, John-Henry passou 13 dias internado em tratamento intensivo no Hospital John Radcliffe, em Oxford, antes de ser transferido para o Hospital Nottingham, onde foi submetido a tratamento especializado.

Seus pais foram informados por médicos que ele provavelmente o garoto não voltaria a andar ou falar – devido às sequelas do afogamento. Mas John-Henry surpreendeu a todos, com sua recuperação completa: agora ele está andando, comendo e bebendo normalmente. Além disso, ele também já está recuperando sua fala.

Roseann disse: “Ele ficou sem oxigênio por 28 minutos. Durante aqueles 28 minutos, foi como se ele estivesse morto”.

“Os médicos disseram que ele não voltaria a ter uma boa qualidade de vida, ele não iria andar ou falar ou conseguir nos reconhecer, mas ele provou que todos eles errados e realmente saiu do hospital cinco semanas depois”, acrescentou.

A mãe também afirmou que não deixou de orar, principalmente naqueles ‘intermináveis’ 20 minutos nos quais o funcionário do hotel aplicou os procedimentos de primeiros socorros para “ressuscitar” seu filho.

“Nós estávamos orando o tempo todo a senhora estava dando-lhe CPR e eu tinha fé que Deus ia curá-lo. Ele é o meu ‘menino milagre”, afirmou.

O casal tem outros três filhos: dois meninos, um com 13 anos e outro com 19 meses; e uma menina de 8 anos.

Roseann também expressou sua gratidão à toda a equipe médica que cuidou do pequeno John, no Hospital Infantil de Nottingham.

Ela disse: “Todo a equipe, enfermeiros, fonoaudiólogos, fisioterapeutas terapeutas ocupacionais, foram absolutamente fantásticos”.

“Quando você começa a passar um longo tempo no hospital, você vê como eles trabalham duro e como é brilhante o trabalho que eles fazem”, acrescentou.

Como forma de gratidão, o pai de John-Henry, Lewis, participará de uma campanha, no dia 20 de maio, que visa arrecadar 3 milhões de libras esterlinas para custear a hospedagem de crianças e famílias, além da compra de equipamentos de arte e pesquisa vital no hospital infantil.

A assistente de terapia para crianças do hospital, Ellena Hodgetts, diz: “É ótimo ver John-Henry indo tão bem com sua recuperação”.

Barbara Cathcart, diretora-executiva da Nottingham Hospitals Charity, também destacou como a história do pequeno John é encorajadora.

“Esta é uma notável história de esperança e cura e desejamos todo o bem a John-Henry em sua recuperação contínua”, afirmou.

“Estou muito satisfeita que a família queira angariar fundos para o Nottingham Children’s Hospital. Nosso Programe de Apoio fará uma grande diferença para crianças como John-Henry, ajudando a melhorar o alojamento familiar e tornar o hospital um lugar mais amigável para as crianças, bem como o financiamento até o equipamento de diagnóstico minuto e investigação crucial”, acrescentou.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO NEWARK ADVERTISER

Compartilhe:

Artigos Relacionados: