Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

“Deus me colocou naquele lugar” diz ex-criminoso que salvou a vida de policial nos EUA.

Policial Ed Andersson (esquerda) e Thomas Yoxall (direita) se encontraram após a ocorrência. (Foto: CNN)

Um ex-criminoso que transformou sua vida após consagrá-la a Jesus Cristo está recebendo elogios por ter salvo a vida de um  policial do Departamento de Segurança Pública do Arizona (EUA).

O fato aconteceu por volta das 4:30 da manhã do dia 12 de janeiro, quando o policial Ed Andersson atendeu a um chamado para verificar uma ocorrência: um homem estava atirando contra os carros que transitavam em uma rodovia local. Mas quando o oficial chegou ao local, ele acabou se tornando mais uma das vítimas do atirador.

O atirador, identificado como Leonard Penuelas-Escobar, de 37 anos, que atingiu Andersson no ombro direito, depois que o oficial saiu do carro para abordar o autor dos disparos.

O tiro deixou Andersson parcialmente paralisado e incapaz de tirar sua arma do coldre. Ele contou que a bala acabou o atingindo por pouco.

“Um centímetro à minha direita e a bala não teria me atingido”, disse Andersson à CNN. “Se fosse alguns centímetros à minha esquerda, teria atingido o meu colete”.

Andersson disse que após acabar as balas do atirador, o homem começou a agredí-lo, batendo a cabeça do policial no chão. Enquanto a situação parecia sombria, outro homem chamado Thomas Yoxall, de 43 anos, se aproximou daquela cena e foi aí que tudo mudou.

Yoxall rapidamente percebeu que o que ele pensava ser uma parada de trânsito rotineira, era na verdade, algo completamente diferente, informou a CNN.

Thomas já havia levado uma vida de crimes, mas mudou sua vida quando teve um encontro com Cristo e se converteu ao evangelho. Vendo aquela cena, na qual um policial estava sendo agredido, ele pegou sua arma de fogo saiu e saiu correndo de seu carro.

“Ele estava batendo de uma maneira selvagem no policial. Ele usava seus punhos com força”, lembrou Yoxall, descrevendo a cena. “Eu gritei para o suspeito, tentando fazê-lo parar. Eu disse: ‘saia de cima dele!’. Sua expressão facial e seu olhar eram muito ‘maus’. Se eu tivesse que usar uma palavra descrever aquilo, usaria esta: ‘maldade”.
Difícil decisão
Percebendo a natureza terrível da situação, Yoxall ordenou que o agressor parasse imediamente e quando o homem não o atendeu, ele disparou dois tiros, atingindo Penuelas-Escobar e salvando a vida de Andersson.

O policial, que hoje é eternamente grato, disse que não tem certeza se ainda estaria vivo sem ajuda do ato heróico de Yoxall. Já Yoxall acredita que sua presença foi parte de uma intervenção divina.

“Deus escolheu me colocar naquele lugar, naquele momento em particular”, disse Yoxall à CNN. “Eu simplesmente não consigo ver uma maldade assim sem intervir para impedí-la”.

“Estou apenas grato por ter sido capaz de ajudar, (de certa forma) que, em última análise, salvou a vida do policial Andersson”, disse ele. “Eu sinto que é um direito e um privilégio ser proprietário de uma arma em meu país. Mas com esse direito e privilégio também vem uma grande responsabilidade”.

FONTE: GUIAME,faithwire.

Compartilhe:

Artigos Relacionados: