Evangelização e Entretenimento para Jovens Cristãos e Não Cristãos.

Aluna é proibida de agradecer a Jesus em seu Discurso de Formatura

 

A aluna Moriah Bridges chamou a atenção das redes sociais ao desafiar os Administradores de um Distrito escolar na Pensilvânia.

Segundo o Faithwire, Uma empresa legal conservadora está acusando um distrito escolar da Pensilvânia de “forçar um aluno a alterar suas declarações de graduação pessoal para remover qualquer ponto de vista religioso” – algo que o First Liberty Institute disse que é uma violação da Constituição.

A aluna que em seu discurso original faria o Agradecimento em forma de uma Oração utilizava termos como “Pai celestial” e “Senhor”, por isso foi barrada pelos administradores da faculdade. No entanto a aluna não deixou de demonstrar a sua fé e num ato de coragem encerrou o discurso dizendo: “Sempre segui as regras. Quando disseram para não mascar chiclete em aula, eu não masquei. Quando disseram para não usar o celular, eu não usei o meu celular. Mas hoje, vou desafiar as expectativas e talvez pela última vez nesta escola, “e falo no nome justo de Jesus Cristo, Amém”.

O distrito emitiu numa nota dizendo que Bridges é “boa aluna e atleta talentosa”, que era uma “escolha natural para expressar gratidão em favor de seus colegas de trabalho para aqueles que moldaram suas vidas até este ponto”. Porem que um endereço de temor de oração, ela disse, era inaceitável.

Continuou dizendo “No caso de Moriah, o distrito não podia aprovar um discurso escrito como uma oração, mas aprovou uma segunda versão que ela enviou”, escreveu Rowe. “Como superintendente , fiz um juramento de sustentar a Constituição dos Estados Unidos e desta comunidade”.

Moriah Bridges não negou a sua fé mesmo Diante de Obstáculos, Você faria o Mesmo?

 

FONTE: gospelprime, theblaze, faithwire.

Compartilhe:

Artigos Relacionados: